A Secretaria de Saúde, através do Setor de Epidemiologia comunica que oferece desde a última segunda-feira a vacinação contra varicela (catapora), que será disponibilizada para as Unidades de Saúde com salas de vacina para as crianças de 15 meses de idade a menores de 2 anos que tenham recebido a 1ª dose da vacina tríplice viral anteriormente, (sarampo, caxumba e rubéola). A campanha segue até outubro.

Esse ano o município recebeu 306 doses que vão ser distribuídas nas unidades de saúde. Para a criança receber a vacina os pais ou responsáveis devem levar o CARTÃO DE VACINAÇÃO DA CRIANÇA que será avaliado e a vacina será RECOMENDADA CONFORME AS ORIENTAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE.

Para mais informações e esclarecimento de dúvidas sobre a vacina os pais devem procurar a unidade de saúde próxima ao seu bairro.

Importante salientar que não haverá campanha de vacinação, pois a vacina tetra Viral será disponibilizada na rotina dos serviços públicos em substituição à segunda dose da vacina Tríplice Viral.

INFORME DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

“O Ministério da Saúde por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) está ampliando o Calendário Básico de Vacinação da Criança em 2013, com a introdução da vacina tetra viral que possibilitará evitar complicações, casos graves e óbitos por varicela no grupo alvo da vacinação e a prevenção, controle e eliminação das doenças sarampo, caxumba e rubéola”.

“A vacina tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) substituirá a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) para as crianças de 15 meses de idade a menores de 2 anos. Assim, com a introdução da vacina tetra viral, o PNI visa reduzir o número de injeções em um mesmo momento, bem como buscar uma melhor adesão à vacinação e consequentemente, melhoria das coberturas vacinais”.

“Com essa inclusão, o Ministério da Saúde estima uma redução de 80% das hospitalizações por varicela”.

A Varicela é uma doença aguda, altamente contagiosa, pode ocorrer durante todo o ano, com picos de incidência nos meses de agosto a novembro, sendo caracterizada pelo surgimento de bolhas pelo corpo do doente, chamadas de vesículas, podendo ser acompanhada de febre moderada e outros sintomas sistêmicos leves.

Sua transmissão se dá por contato direto com o paciente infectado, e através de partículas virais transmitidas pelo ar. A maioria dos casos de varicela é de doença leve, benigna, embora possam ocorrer complicações levando à hospitalização e, mais raramente, óbito ou sequelas neurológicas permanentes.

As principais complicações da doença são as infecções bacterianas secundárias de pele, otites, pneumonias, meningite e infecção generalizada A doença é responsável pelo afastamento da criança das escolas por sua elevada contagiosidade e perda de trabalho pelos pais para cuidar da criança.

Em 2012, 381 casos de varicela foram notificados e confirmados em Varginha, e até o mês de setembro deste ano já foram notificados 203 casos.